Como instalar um servidor LAMP no Ubuntu 14.04

Para quem trabalha com desenvolvimento de sites em PHP — como blogs em WordPress, por exemplo —, ter um servidor local instalado no seu computador é uma necessidade. Você pode testar em tempo real todas as modificações feitas no código e ainda evita ficar subindo arquivos não testados para o servidor na Web.

Neste tutorial abaixo, você vai aprender a instalar um servidor LAMP (acrônimo para Linux, Apache, MySQL e PHP/Python) no seu Ubuntu (14.04 LTS ou superior). Siga cada passo na exata ordem e, no caso de qualquer dúvida, escreva nos comentários.

Passo 1: Abra o Terminal e instale o servidor Apache usando a linha abaixo.

sudo apt-get install apache2

Depois da instalação, abra o navegador e verifique a instalação no endereço http://localhost ou http://127.0.0.1.

Passo 2: Na mesma janela do terminal, instale também o servidor de banco de dados MySQL.

sudo apt-get install mysql-server mysql-client

Uma aba de configuração será aberta. Siga os passos e escolha a senha para o usuário de administração (root) — é importante não perder esta senha. Ela será útil.

Passo 3: Instale o PHP5 e o módulo PHP5 do Apache.

sudo apt-get install php5 libapache2-mod-php5

Passo 4: Troque as permissões para que o seu usuário possa criar ou modificar os arquivos dentro do servidor.

sudo chmod 777 /var/www -R

Passo 5: Crie um arquivo file.php ou info.php dentro da pasta /var/www/html, cole o código abaixo e salve.

<?php
phpinfo();
?>

Reinicie o servidor Apache usando o seguinte código:

sudo /etc/init.d/apache2 restart

Então verifique se ele pode ser acessado pelo navegador no endereço http://localhost/file.php.

Passo 6: Instale o módulo MySQL para o PHP5.

sudo apt-get install php5-mysql

Passo 7: Instale o phpMyAdmin.

sudo apt-get install phpmyadmin

Uma aba de configuração abrirá. Escolha apache2 na primeira janela e, usando a tecla Tab, selecione OK (faça o mesmo nas duas janelas seguintes, para facilitar).

Escolha uma senha para o usuário de administração o MySQL (pode ser a mesma configurada no começo).

Cheque no navegador se o procedimento foi bem sucedido acessando o endereço http://localhost/phpmyadmin. Se você não conseguir acessar o phpMyAdmin, experimente usar o código abaixo, uma linha de cada vez, e tente novamente.

sudo ln -s /etc/phpmyadmin/apache.conf /etc/apache2/conf-enabled/phpmyadmin.conf

sudo /etc/init.d/apache2 reload

O usuário para acessar o painel do phpMyAdmin é “root” e a senha será a mesma que você escolheu durante a instalação.

Passo 8: Abra o diretório /var/www/html no seu gerenciador de arquivos e crie uma pasta com o nome “meusite” e cole este arquivo dentro. Acesse http://localhost/meusite para ver seu servidor LAMP em funcionamento.

WordPress

Se o site que você quer trabalhar usa WordPress, a partir daqui a instalação é similar a que você faria ser estivesse enviando os arquivos via FTP para um servidor na Web. No entanto, você pode encarar alguns problemas com links personalizados em bancos de dados importados. Para resolver isso, insira o código abaixo no Terminal, uma linha por vez.

sudo a2enmod rewrite

sudo /etc/init.d/apache2 restart

Ainda no Terminal, abra o seguinte arquivo:

sudo gedit /etc/apache2/sites-enabled/000-default.conf

Procure pela linha </VirtualHost> e cole o código abaixo logo depois.

<Directory /var/www/>
Options Indexes FollowSymLinks MultiViews
# AllowOverride -> changed from 'None' to 'FileInfo'
AllowOverride FileInfo
Order allow,deny
allow from all
</Directory>

Reinicie o servidor Apache para conferir se as modificações surtiram efeito.

Pronto! Se todos os passos foram seguidos sem erros, o seu servidor LAMP deve estar pronto para ser utilizado.

5 Respostas

  1. Belo tutorial amigo.
    Mas faltou um detalhe: para salvar o arquivo info.php na pasta HTML será necessário mudar as permissões.
    Isso poderia ser incluído no tutorial.

  2. Cara muito bom seu tutorial tava quebrando a cabeça com alguns por aí que só não explicava nada, vlwss!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *