Jenkins é um servidor de automação de código aberto amplamente utilizado por equipes de desenvolvimento em todo o mundo. Ele é capaz de automatizar tarefas repetitivas de desenvolvimento de software, como a compilação e o teste de código, permitindo que os desenvolvedores se concentrem em outras tarefas mais importantes.

História do Jenkins

Jenkins é uma evolução do projeto Hudson, que foi criado por Kohsuke Kawaguchi em 2004. Em 2011, o projeto Hudson foi renomeado como Jenkins devido a uma disputa de marca registrada. Desde então, a comunidade de desenvolvedores do Jenkins tem crescido significativamente, com mais de 1.500 plugins disponíveis para estender a funcionalidade do servidor.

Funcionamento do Jenkins

O Jenkins funciona como um servidor de automação de código que pode ser executado em várias plataformas, incluindo Windows, Linux e macOS. Ele é capaz de monitorar repositórios de código-fonte, como o Git e o SVN, e iniciar tarefas de compilação e teste automaticamente quando novas alterações são feitas no código.

Os usuários podem criar pipelines de integração contínua no Jenkins, que automatizam a compilação, teste e implantação de software. Isso significa que o código é testado continuamente à medida que é desenvolvido, reduzindo a probabilidade de bugs e melhorando a qualidade geral do software.

Benefícios do Jenkins

O uso do Jenkins traz muitos benefícios para equipes de desenvolvimento de software. Algumas das vantagens incluem:

  • Automatização de tarefas repetitivas: O Jenkins permite que os desenvolvedores automatizem tarefas repetitivas de desenvolvimento de software, como compilação, teste e implantação. Isso permite que os desenvolvedores se concentrem em tarefas mais importantes e reduz o tempo gasto em tarefas manuais.
  • Integração contínua: Permite que os desenvolvedores pratiquem a integração contínua, que é um processo de desenvolvimento de software em que o código é testado continuamente à medida que é desenvolvido. Isso ajuda a identificar bugs mais cedo e a melhorar a qualidade geral do software.
  • Flexibilidade: O Jenkins é altamente flexível e pode ser estendido com plugins para suportar uma ampla variedade de tecnologias e ferramentas de desenvolvimento de software.
  • Comunidade de desenvolvedores ativa: A comunidade de desenvolvedores do Jenkins é ativa e fornece suporte e documentação para ajudar os usuários a aproveitar ao máximo o servidor.

Dados interessantes sobre o Jenkins

  • De acordo com o site oficial do Jenkins, ele tem mais de 1,5 milhão de usuários em todo o mundo.
  • O Jenkins é usado por algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo, incluindo Google, Amazon e Microsoft.
  • O Jenkins é um dos servidores de automação de código mais populares, com mais de 25.000 estrelas no GitHub e mais de 1500 plugins disponíveis para estender sua funcionalidade.
  • Atualização: Em 2020, a CloudBees, a empresa que oferece suporte comercial para o Jenkins, arrecadou US $ 62 milhões em financiamento da Série C.
Leia mais sobre: Servidores