Tela do Neofetch do repositório do Rust
DevOpsSchool/Reprodução

Apesar de linguagens como JavaScript, HTML/CSS e Python ainda serem as mais usadas, o Stack Overflow Developer Survey 2023 revelou uma tendência interessante: Rust, ocupando a 14ª posição em uso, lidera o ranking das “mais admiradas”, com mais de 80% dos desenvolvedores que a experimentaram querem continuar a usá-la.

“Rust é uma linguagem que desperta o desejo de uso após ser conhecida”, afirma o relatório. Isso corrobora dados do Popularity of Programming Language Index (aqui), que analisa buscas por tutoriais. Rust teve o maior crescimento dos últimos cinco anos, com 2,5%, aparecendo no Top 10 da lista.

Por que é tão especial?

Criada em 2006 como projeto pessoal de um funcionário da Mozilla, a linguagem surgiu de uma experiência frustrante. Graydon Hoare, irritado por ter que subir 21 andares após a queda do elevador em seu prédio, pensou: “É ridículo que nós, profissionais de computação, não consigamos criar um elevador que funcione sem travar”.

Sabendo que problemas assim geralmente estão relacionados ao uso de memória pelos programas, Hoare buscou criar um código compacto, rápido e livre de bugs de memória. A linguagem foi batizada de Rust (ferrugem, em Inglês), em homenagem a fungos altamente especializados em sobrevivência.

Desde o lançamento da versão 1.0 em 2015, Rust vem ganhando cada vez mais adeptos. Mas esse crescimento tem motivos concretos que vão além da curiosa história de sua criação.

O rápido desenvolvimento de modelos de Inteligência Artificial (IA) é um fator importante. O relatório Octoverse do GitHub aponta um aumento de 148% ao ano em contribuidores individuais para projetos de IA generativa, e 248% no número total desses projetos.

Rust é particularmente adequada para aplicações de IA por priorizar performance e segurança de memória sem sacrificar velocidade. Diferente de outras linguagens, ela não usa um coletor de lixo para gerenciamento de memória, o que a torna mais rápida.

Além da IA, Rust tem sido utilizada em diversas áreas como desenvolvimento web, programação de rede, programação de sistemas, desenvolvimento de games e back-ends para ciência de dados.

Gigantes da tecnologia como Dropbox, Cloudflare e Meta já utilizam a linguagem. Em 2020, a Discord reescreveu um sistema em Rust e obteve ganhos de performance de 10 vezes.

No Linux, o suporte oficial para Rust foi introduzido na versão 6.1 do kernel, lançada em dezembro de 2022. Essa iniciativa visa aumentar a segurança e a estabilidade do kernel, permitindo que novos drivers e módulos sejam escritos em Rust e aproveitem as características de segurança de memória da linguagem.

Como aprender a programar em Rust?

Aprender Rust é gratuito através da Rust Foundation. Se você quer se tornar um “rustacean”, como os praticantes se denominam carinhosamente, invista em sua carreira.

Mesmo com demissões no setor de tecnologia nos últimos anos, a demanda por desenvolvedores qualificados segue alta. Profissionais com as habilidades certas sempre terão alta remuneração. Os locais com os melhores salários são Suíça, Noruega e Dinamarca, podendo chegar a €100.000 anuais, e o Rust é uma linguagem am acensão.