Imagem mostra fones de ouvido amarelos sobre uma plataforma de madeira

Eu tenho escutado podcasts continuamente há mais de 10 anos e sempre os considerei uma ótima fonte de informação e diversão, além de uma companhia perfeita enquanto faço diversas atividades, seja trabalhando, enfrentando o trânsito ou realizando tarefas domésticas. No entanto, consigo contar nos dedos quantos amigos meus ouvem ou mesmo conhecem esta mídia.

De um tempo pra cá, vi o surgimento de alguns aplicativos bem promissores para Linux focados na organização e reprodução de podcasts e que despertaram bastante minha curiosidade. Certamente algum deles vai te incentivar a experimentar e conhecer esta forma de distribuição de conteúdo.

1. Podcasts

Captura de tela do aplicativo Podcasts

O primeiro da lista é o Podcasts. Com um nome pra lá de simples e direto, esse reprodutor de áudio foi desenvolvido especialmente para o ambiente Gnome — presente nas mais populares distribuições Linux, como Ubuntu e Fedora — e respeita as diretrizes do mesmo: simples, com interface intuitiva e integrada com a identidade visual do sistema.

Apesar da interface minimalista, conta com algumas funcionalidade indispensáveis para qualquer ouvinte “profissional”, como botões de voltar e avançar períodos de 10s e a opção de mudar a velocidade de reprodução.

2. CPod

Captura de tela do aplicativo CPod

CPod (antes conhecido pelo terrível nome de “Cumulonimbus”) é um player multiplataforma que pode ser encontrado também para Windows e MacOS. Aliás, é da biblioteca de podcasts da iTunes Store que ele tira a sua principal funcionalidade: uma busca integrada. Com ele, o usuário não precisa ficar caçando feeds de programas de site em site para assinar e receber os episódios. Já está praticamente tudo lá. E se você tem uma lista de programas em OMPL, é fácil importá-los com poucos cliques.

Com uma interface moderna e um pouco mais completa, o CPod ainda permite organizar os episódios por data e tempo de duração, criar filas de espera, abrir informações extras e ouvi-los sem precisar assinar o título. Ótimo para procurar novos programas sem o compromisso de acompanhar regularmente.

3. Vocal

Captura de tela do aplicativo Vocal

Se você gostou das funcionalidades presentes nos dois aplicativos anteriores, o Vocal talvez seja a opção certa para você. Desenvolvido para o Elementary OS, mas compatível com várias distros baseadas em Gnome/GTK, este player oferece integração com o catálogo da iTunes Store, suporte a áudio e vídeo, streaming ou download de episódios, limpeza automática de arquivos antigos e recurso de avançar e voltar com duração customizável, além de lembrar onde o usuário pausou ao ouvir pela última vez — ideal para quem prefere escutar aos poucos.

O Vocal pode ser encontrado diretamente no AppCenter do Elementary OS ou em aquivos universais flatpak na sua página oficial.

4. Winds

Captura de tela do aplicativo Winds

O Winds, preciso revelar logo, é a opção que achei mais interessante desta lista. Não é apenas um organizador de podcasts, mas um gerenciador de feeds completo para o seu computador. Você vai encontrar nele uma poderosa ferramenta de buscas, categorização de títulos, instaladores multiplataforma — incluindo versão de navegador! — e suporte a arquivos OPML.

Ao iniciar o aplicativo, você se depara com nove categorias distintas que vão de notícias à jogos, podendo escolher três delas. Em seguida, deve criar uma conta gratuita que vai garantir o armazenamento da sua lista de títulos na nuvem da getstream.

Além de permitir a importação de arquivos OPML, a busca integrada impressiona. Encontrei todos os podcasts e feeds que procurei, incluindo os criados há não muito tempo e com poucas publicações.

A versão 2.0 do Winds foi lançada no final de maio com a campanha #ReviveRSS, na qual os desenvolvedores tentam divulgar a ideia de “libertar” os usuários das limitações dos algoritmos das redes sociais e incentivar produtores de conteúdo a voltar a investir em padrões abertos de distribuição como o RSS.

5. Spotify

Captura de tela do aplicativo Spotify

Para completar a lista, a escolha mais óbvia, mas que muita gente ainda desconhece. No começo de 2018, o Spotify começou a oferecer um catálogo de podcasts que pode ser acessado tanto pelo aplicativo para desktop quando na versão web do serviço de streaming.

Você pode encontrar vários podcasts brasileiros bem populares já presentes na biblioteca, como o Braincast (Publicidade e Mídia), Nerdcast (Cultura Pop e Variedades), Loop Matinal (Notícias de Tecnologia) e Anticast (Política, Filosofia e Design). No entanto, muitos deles ainda tem dificuldades de migrar toda a lista de episódios devido à restrições de direitos autorais nas músicas usadas de fundo.

Apesar de todas as vantagens do Spotify, o player ainda carece de algumas funcionalidades. Você pode avançar e retroceder trechos de 15s, mas não há como alterar a velocidade de reprodução. Você pode salvar playlists, mas não dá pra salvar offline no plano gratuito — o que é completamente contrário à ideia que propõem os podcasts.

Comentários desativados. Podemos conversar por e-mail.