Programador escrevendo código na frente de duas telas, uma delas mostrando uma página do github aberta no navegador
Unsplash/afgprogrammer

A carreira de programador oferece muitas vantagens para quem deseja trabalhar com tecnologia. Uma das principais é a alta demanda por profissionais qualificados, o que significa que há muitas oportunidades de trabalho e a possibilidade de trabalhar em projetos desafiadores e inovadores. Além disso, a área de programação é muito dinâmica e em constante evolução, o que significa que há sempre algo novo para aprender e descobrir.

Outra vantagem é a flexibilidade de horários e a possibilidade de trabalhar remotamente. Muitas empresas permitem que seus programadores trabalhem de casa ou de qualquer lugar do mundo, o que pode ser muito conveniente para quem deseja ter mais liberdade e em relação ao seu trabalho.

Em relação aos salários, um programador iniciante na cidade de São Paulo pode ganhar em média de R$ 2.500 a R$ 3.500 por mês, dependendo da empresa e da experiência do profissional. Com o tempo e a experiência, o salário pode aumentar significativamente, podendo chegar a R$ 10.000 por mês para um programador sênior.

Se você está interessado em começar a programar, saiba que existem muitos caminhos a seguir e habilidades a serem adquiridas. A boa notícia é que nunca é tarde para começar, e a indústria da tecnologia sempre tem espaço para novos talentos. Neste artigo, vou dar algumas dicas essenciais para ajudá-lo a iniciar sua carreira como programador.

Escolha uma linguagem de programação

O primeiro passo crucial é identificar o seu nicho na programação. Seja desenvolvendo jogos, criando aplicativos web, sites ou se aventurando no mundo do machine learning, definir o seu objetivo final permitirá que você concentre seus esforços e direcione seus estudos.

Em seguida, você precisa escolher uma linguagem de programação para aprender. Existem muitas opções disponíveis e bastante populares, como Python, Java, C++ e Rust, entre outras. A escolha depende do tipo de projeto que você pretende trabalhar. Se você quer trabalhar com desenvolvimento web, por exemplo, pode ser interessante começar com HTML, CSS, PHP e JavaScript. Se sua área de interesse é a criação de aplicativos para dispositivos móveis, foque em aprender Java ou Swift, utilizadas para criar apps para Android e iOS, respectivamente.

Depois de escolher a linguagem, é hora de aprender as habilidades necessárias para programar. Isso inclui coisas como lógica de programação, estrutura de dados, algoritmos, entre outras. Não procure atalhos. É muito importante aprender conceitos básicos sobre variáveis, funções, classes e algoritmos, os pilares da programação. Além disso, o domínio de ferramentas como IDEs, controle de versão e Git é fundamental para o sucesso na área.

Existem muitos recursos online para ajudá-lo a aprender essas habilidades, como cursos (muitos gratuitos), tutoriais e fóruns de discussão.

Veja também: 12 ferramentas que todo engenheiro de software deve conhecer

Pratique muito

A melhor maneira de solidificar o conhecimento adquirido é através da prática constante. Isso significa que você deve estar sempre programando, tentando resolver problemas e criando projetos pessoais. Quanto mais você praticar — desde pequenos programas, jogos simples, sites em HTML, CSS e JavaScript até aplicações complexas – mais rápido aprenderá de forma prática a lógica por trás da programação, aprimorará seu raciocínio para resolver problemas e mais fácil será escrever códigos de qualidade.

Outra ótima maneira de aprender e se aprimorar como programador é participando de comunidades online de programadores, como o Stack Overflow ou fóruns no Reddit. Isso permite que você conheça outras pessoas na mesma situação que você, troque experiências, tire dúvidas e até mesmo consiga trabalhos.

Aprenda Inglês

Infelizmente, o uso da língua inglesa é algo do qual você não vai poder desviar na sua carreira como programador. Além de ser o idioma universal da atualidade, muitas linguagens de programação tem o Inglês como base e saber se comunicar bem neste idioma é essencial para compreender melhor o que você está fazendo.

A grande maioria dos recursos de programação, como documentações oficiais, tutoriais e fóruns online, está disponível em Inglês. Dominar a língua permite que você acesse um universo de conhecimento técnico aprofundado e atualizado, impulsionando seu aprendizado e desenvolvimento profissional.

Diversas bibliotecas e frameworks populares para desenvolvimento são criados e documentados em inglês. Saber inglês facilita a compreensão e utilização dessas ferramentas, otimizando seu trabalho e expandindo suas possibilidades na programação.

A comunidade internacional de programadores é vibrante e engajada, com diversos fóruns online, grupos de discussão e eventos presenciais. O inglês é a língua franca dessa comunidade, permitindo que você se conecte com outros profissionais de diversos países, compartilhe conhecimentos, colabore em projetos e se mantenha atualizado sobre as últimas tendências do mercado.

Mercado de trabalho

O domínio do inglês abre portas para um mercado de trabalho global, com diversas oportunidades em empresas multinacionais, startups e projetos internacionais. Saber inglês permite que você candidate-se a vagas em qualquer lugar do mundo, expandindo suas perspectivas de carreira e aumentando seu potencial de ganhos.

Em geral, programadores que dominam o inglês tendem a ter um potencial de ganhos maior do que aqueles que não o dominam. Isso se deve à maior quantidade de oportunidades disponíveis no mercado global.

Com o crescimento do trabalho remoto, principalmente depois da pandemia de Covid-19, a possibilidade de trabalhar para empresas estrangeiras de qualquer lugar do mundo, ou até sendo um nômade digital, se torna cada vez mais real.

Considerações importantes para a sua jornada

Sempre tenha em mente alguns pontos cruciais que todo aspirante a programador deve ter em mente:

Tempo e dedicação: Aprender a programar exige tempo, esforço e persistência. É fundamental ter expectativas realistas e se dedicar com disciplina aos estudos e à prática. Não espere construir o próximo ChatGPT no primeiro mês de programação.

Prazer pelo aprendizado: A jornada de aprendizado deve ser prazerosa e motivante. Encontrar satisfação no processo de aprendizado é essencial para superar os desafios e alcançar seus objetivos. Se a sua rotina de aprendizado e práticas parecer maçante, talvez seja uma boa ideia fazer algumas mudanças.

Diversidade de recursos: A internet e outras mídias oferecem uma gama de recursos gratuitos e pagos para auxiliar no aprendizado. Livros, cursos online, tutoriais e comunidades online são ferramentas valiosas para o seu desenvolvimento. Serviços que permitem a hospedagem de projetos de forma gratuita, como GitHub, GitLab e Oracle Cloud também são importantes ferramentas para quem trabalha com programação e dominá-las vai certamente ser um diferencial na sua carreira.

Veja também: Como contribuir com um repositório no GitHub

Aceleração da jornada: A participação em cursos presenciais ou online, como bootcamps, pode impulsionar o seu aprendizado e te auxiliar a alcançar seus objetivos de forma mais rápida e eficiente, além de te ajudar a construir uma rede de contatos no mercado que você pretende se inserir. Eu fiz muitos cursos e tenho diversos colegas de trabalho, com os quais colaboro até hoje em diversos projetos, que foram meus colegas de classe ou professores.

Construa um portfólio

Por fim, construir um portfólio é uma ótima maneira de mostrar suas habilidades e experiências para futuros empregadores. Isso pode incluir projetos pessoais, não importa o tamanho, contribuições em projetos de código aberto ou mesmo trabalhos freelance que você tenha feito.

Recrutadores estão sempre procurando por profissionais com habilidades que se destacam, sendo essa característica mais importante do que qualquer outra. Mostrar todas as suas habilidades pode ser a diferença entre conseguir uma vaga em um emprego na área de programação ou não.