Crianças usando Scratch para aprender robótica
Scratch/Reprodução

Se você tem filhos em idade escolar, provavelmente já ouviu falar sobre o Scratch ou algum programa de ensino baseado nele. Essa linguagem de programação visual foi desenvolvida pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e tem como objetivo introduzir a programação de forma lúdica e divertida para crianças.

Desde o seu lançamento em 2007, ele tem se tornado cada vez mais popular entre escolas e educadores em todo o mundo. E não é difícil entender por quê: segundo um estudo de 2018, crianças que usam o Scratch demonstram maior habilidade de resolução de problemas, pensamento crítico e criatividade.

Mas como o Scratch funciona e como ele tem ajudado as crianças a aprender programação e melhorar o raciocínio lógico?

Como o Scratch funciona

O Scratch é uma linguagem de programação visual, o que significa que as crianças não precisam escrever linhas de código para criar seus programas. Em vez disso, eles usam blocos de encaixe, que representam diferentes comandos e ações. Esses blocos são arrastados e encaixados para formar programas completos.

Os programas criados no Scratch são animações, jogos e histórias interativas. As crianças podem usar personagens, cenários e objetos pré-fabricados, ou criar os seus próprios. Elas também podem programar movimentos, sons e interações com o usuário.

Exemplo de como blocos do Scratch funcionam Imagem: Scratch/Reprodução

Os benefícios do Scratch para as crianças

Além de introduzir a programação de forma lúdica e divertida, o Scratch oferece muitos benefícios para as crianças. Veja alguns deles:

Melhora a resolução de problemas

Programar no Scratch requer que as crianças usem habilidades de resolução de problemas para criar programas que funcionem corretamente. Elas precisam pensar em como cada bloco de encaixe afeta o programa como um todo, e encontrar soluções criativas para problemas que possam surgir.

Estimula o pensamento crítico

Ao criar programas no Scratch, as crianças aprendem a pensar criticamente sobre como suas escolhas de programação afetam o resultado final. Elas também aprendem a testar e depurar seus programas para encontrar e corrigir erros.

Desenvolve a criatividade

O Scratch permite que as crianças criem programas personalizados com personagens e cenários únicos. Isso incentiva a criatividade e a imaginação, e ajuda as crianças a expressarem suas ideias de forma visual e interativa.

Aumenta a confiança

Criar um programa do zero pode parecer intimidante para as crianças no início, mas o Scratch oferece uma curva de aprendizado suave que permite que elas se sintam confiantes e bem-sucedidas à medida que avançam. Isso pode aumentar a autoestima e a confiança delas em suas habilidades.

O sucesso do Scratch

Desde o seu lançamento em 2007, o Scratch tem se tornado cada vez mais popular entre escolas e educadores em todo o mundo. Segundo o site oficial do Scratch, mais de 56 milhões de projetos foram criados por usuários do Scratch em todo o mundo, e mais de 55 milhões de pessoas já visitaram o site do Scratch.

Além disso, o Scratch também tem recebido reconhecimento em premiações e competições. Em 2019, por exemplo, o Scratch ganhou o prêmio de “Melhor Ferramenta de Aprendizagem Criativa” no BETT Awards, uma premiação internacional que reconhece tecnologias inovadoras na área da educação.

Outra evidência do sucesso do Scratch é o crescente número de escolas que estão incorporando a linguagem em suas grades curriculares. De acordo com um estudo de 2020 da Code.org, mais de 60% das escolas primárias dos Estados Unidos usam o Scratch como parte do ensino de ciência da computação.

O Scratch tem sido cada vez mais utilizado em escolas brasileiras como uma ferramenta para ensinar programação e desenvolvimento de habilidades digitais para crianças e adolescentes. O programa tem sido adotado como uma maneira de aproximar os estudantes das novas tecnologias, além de ensiná-los a criar suas próprias soluções.

Um exemplo de sucesso do Scratch no Brasil é o projeto Programaê, uma parceria entre Fundação Telefônica Vivo, a Fundação Lemann e o Ministério da Educação, que visa capacitar professores e estimular o ensino de programação nas escolas públicas brasileiras. Desde o início do projeto em 2014, mais de 5 mil escolas já adotaram o Scratch em suas aulas, com mais de 22 mil professores capacitados e mais de 2 milhões de alunos alcançados. O projeto já foi premiado pela UNESCO como uma das melhores iniciativas educacionais em tecnologia do mundo, destacando o sucesso do Scratch na educação brasileira.

O sucesso do Scratch também se reflete na diversidade dos seus usuários. O site oficial do Scratch relata que mais de 150 idiomas estão representados nos projetos criados pelos usuários, e que o Scratch tem sido usado em países de todos os continentes.